Esperon recomenda | 5 ótimos filmes de 2016 que você (provavelmente) não viu

Cadáveres mágicos, veteranos cegos, pandas lutadores, porradeiros indonésios e popstars decadentes estrelam ótimos filmes de 2016 que quase ninguém viu.

Matheus Esperon

Como falei no post da minha retrospectiva cinematográfica de 2016, assisti a 72 lançamentos do ano passado. Em meio a alguns desastres (meu Deus do céu, ‘Esquadrão Suicida’…), vi muitos filmes excelentes que acabaram passando batidos por aqui – sem falar nos que sequer estrearam em terras tupiniquins.

Dando continuidade ao vídeo aí de baixo, resolvi listar mais 5 ótimos filmes de 2016 que você (provavelmente) não viu.

Swiss Army Man


Já falamos sobre Swiss Army Man no Dezenas de Ouro de melhor filme 2016 e particularmente o elegi o melhor do ano no post da retrospectiva mas vale citá-lo aqui novamente.

Após naufragar numa ilhazinha deserta, Paul Dano está prestes a se matar quando avista o cadáver de Daniel Radcliffe. Daí em diante os dois começam a se tornar amigos enquanto o corpo mágico do Harry Potter ajuda a dupla a voltar para a civilização com flatulências propulsoras e ereções-bússolas.

Como sempre digo ao mencionar esse filme: A existência de ‘Swiss Army Man’ é simplesmente um milagre. É uma dádiva que um estúdio tenha dado dinheiro para uma premissa tão louca que ainda conta com uma trilha sonora sensacional (ela ter ficado de fora do Oscar é uma sacanagem) e mensagens excelentes sobre ser você mesmo.

Onde assistir: Netflix.

O Homem nas Trevas


Um trio de arruaceiros juvenis decide invadir e roubar a casa de um veterano de guerra cego. O problema é que eles focam demais na deficiência do cidadão – o que, em tese, deveria tornar o trabalho facílimo – e deixam a parte de “veterano de guerra” de lado. A rapaziada logo se vê presa dentro de uma casa escura com um homem 100% adaptado para não enxergar e o arrependimento bate com força.

O Homem nas Trevas é definifivamente um dos melhores filmes de terror de 2016 – se não for o melhor. O bacana é que a produção aposta muito mais em criar uma atmosfera de tensão digna de Hitchcock do que em jumpscares baratos, além de ter uma direção excelente e atuações de primeira.

Onde assistir: Coloque sua roupa de sapo e dê seus pulos.

Kung Fu Panda 3


A DreamWorks com sequências costuma ser como um malabarista de serras elétricas bêbado numa festa infantil: Um desastre. Isso aliado ao fato de que ‘Kung Fu Panda 2’ parecia uma daquelas continuações direto pra DVD fizeram com que eu desse play em Kung Fu Panda 3 com os dois pés atrás. E não é que o filme é tão bom quanto o primeiro? :D

O panda Po (Jack Black de volta ao melhor papel da sua vida) precisa lidar com o aparecimento de seu pai biológico (Bryan Cranston) enquanto enfrenta um boi bandido (J.K. Simmons) no caminho para o próximo nível do kung fu.

A produção conta com uma nova leva de piadas sensacionais, elenco talentosíssimo e história emocionante com belíssimas mensagens e o retorno de um personagem maravilhoso do primeiro filme.

Onde assistir: Coloque sua roupa de sapo e dê seus pulos.

Headshot


Iko Uwais hoje detém o título de maior porradeiro do planeta (com Donnie Yen num super próximo segundo lugar). A estrela do fantástico ‘Operação Invasão’ (‘The Raid’) lançou em 2016 mais um filme que é o mais próximo que podemos chegar das lutas frenéticas de ‘Dragon Ball Z’.

Em Headshot, Iko interpreta um homem que aparece desacordado numa praia da Indonésia com uma bala na cabeça. Sem memória do seu passado, ele precisa enfrentar os capangas dignos de videogame (e isso não é uma crítica) que começam a aparecer até entender o que está acontecendo.

A trama em si é o famoso “OKZÃO” mas o que brilha de verdade são as cenas de luta. Se você gosta de filmes de porradaria frenética onde todo mundo é mestre em alguma arte marcial, vai com tudo!

Onde assistir: Coloque sua roupa de sapo e dê seus pulos.

Popstar: Never Stop Never Stopping


Poucos gêneros cinematográficos são tão divertidos quanto o mockumentary, que é basicamente um documentário fictício sobre coisas que não aconteceram ou pessoas que não existem, podendo ser usado simplesmente como comédia ou crítica social foda. Popstar: Never Stop Never Stopping faz as duas coisas.

A produção roteirizada e dirigida pelo trio do The Lonely Island segue a trajetória de Conner (Andy Samberg), ex-membro de uma boy band famosa que decide seguir carreira solo. Percebendo que não é tão talentoso assim sozinho, Conner faz de tudo para se manter como celebridade.

O “documentário” conta com piadas de primeira e críticas tanto descaradas quanto sutis ao mundo da fama, além de contar com as mais diversas participações especiais de atores, cantores, produtores e afins.

Onde assistir: Coloque sua roupa de sapo e dê seus pulos.

E você? Tem algum filme de 2016 que você adorou mas quase ninguém conhece? Já viu algum dos dessa lista? Comenta aí embaixo! :)