Tentando ententender AQUELE aspecto de Vingadores: Ultimato!

Ok, hora de abrir o caderninho de teorias…

Bernardo Dabul

EU SEI, EU SEI! Posts estilo “entenda” são corriqueiros na internet hoje em dia. Dito isso, um aspecto específico da história de Vingadores: Ultimato é genuinamente confuso, até hoje criando debates acalourados pela internet. Sendo assim, por que não tentar explicar essa confusão, tentando apontar as possíveis opções e teorias?

Naturalmente, esse texto vai conter SPOILERS IMENSOS de Vingadores: Ultimato, então se você ainda não assistiu, salva esse link e volta depois que sair no cinema!

Pessoal que não assistiu já foi? Show, vamos começar então.

Viagem no tempo é sempre um artifício muito complicado quando utilizado em filmes, podendo tranquilamente criar rombos no roteiro do tamanho do rombo que o Homem-Formiga deixaria no Thanos, se uma teoria popular se concretizasse. Vingadores: Ultimato infelizmente não é exceção, criando contradições que acabam quebrando as regras estabelecidas pelo filme. Mas antes de entendermos como que são quebradas essas regras, precisamos antes entender quais são elas, segundo as explicações da Anciã, Tony Stark e Professor Hulk:

  1. Viagem no tempo NÃO funciona igual aos filmes que estamos acostumados a ver, o que significa:
    1. Você mexer com eventos do passado não altera eventos do futuro.
    2. O conceito de “ao mexer no passado você causa o futuro” não existe.
  2. Ao viajar para o passado, o seu passado se torna seu futuro e o futuro de onde você veio agora é seu passado, que não pode ser mudado pelo seu novo futuro.
  3. Ao retirar uma Jóia do Infinito de seu respectivo momento na linha do tempo, é criada uma realidade alternativa.
    1. Embora a Anciã fale isso especificamente sobre as Jóias, vamos assumir que essa teoria de realidades alternativas se aplica a qualquer divergência ao viajar no tempo.

Com essas regras estabelecidas, sabemos então que, não importa o que nossos heróis fizerem ao retornar no passado, todos os eventos que vimos nos filmes anteriores permanecem intactos. Apenas novas linhas do tempo são formadas, que correm em paralelo com a que nós acompanhamos pelos últimos 11 anos.

Fica tranquilo que isso não deixou de acontecer!

Vamos estabelecer aqui também que a mera inserção de versões do futuro dos heróis já é o suficiente para criar essas novas linhas do tempo, considerando que a  interferência deles causa consequências tangíveis em acontecimentos futuros (ex: Loki escapando com o Tesseract, Hydra acreditando que o Capitão é um deles, o sacrifício da jóia da alma já ser feito antes do Thanos chegar em Vormir).

Assim, podemos concluir que, embora o filme bata a tecla de que os Vingadores estão viajando pelo tempo, eles na verdade estão saltando entre linhas do tempo diferentes. O Reino Quântico nesse caso serve como uma espécie de túnel, que liga essas realidades que existem paralelamente, mas normalmente não tem contato.

Isso por si só já ajuda a explicar todos os acontecimentos do filme com certa facilidade, evitando furos de roteiro e paradoxos do tempo. Infelizmente em uma das cenas finais do filme, nossa potencial explicação é colocada em risco quando vemos o Capitão mais velho aparecendo, nos levando a acreditar que ele simplesmente voltou ao passado após retornar as jóias e viveu o resto de sua vida de 1945 para frente, aguardando chegar em 2023 para se revelar aos seus amigos.

Por si só, isso é uma prova de que só existe uma linha do tempo, porém cria algumas questões:

  • Então o Loki está vivo nesse universo também?
  • Gamora não teve que ser sacrificada, já que o Thanos do passado que foi destruído?
  • Os Guardiões da Galáxia nunca foram formados?
  • Capitã Marvel nunca retornou à Terra?
Será que Loki está por aí nessa linha do tempo e não sabemos?

Gostaria de apresentar agora duas opções alternativas que podem ajudar a explicar esse fim e encaixar ele nas regras que estabelecemos previamente.

O Capitão viajou entre timelines depois de velho

Quando vemos Steve iniciar sua jornada para devolver as Jóias do Infinito, era esperado que ele retornasse, o que quer dizer que ele tinha partículas Pym o suficiente para ida e volta. Talvez ele tenha guardado sua armadura de viagem no tempo e o combustível para retornar à sua realidade original durante todos esses anos, deixando somente para retornar e entregar o escudo ao Sam depois de ter vivido uma vida completa com a Peggy.

Você pode estar pensando “mas ele não usou a máquina do Banner para retornar para sua linha do tempo. Como que ele voltou?”. Bem, o próprio filme estabelece um precedente para isso, uma vez que Tony e Steve vão de 2012 para 1970 sem necessitar da máquina, usando apenas suas armaduras. Isso levanta o questionamento de qual a necessidade da máquina para início de conversa, mas resolve a questão do Capitão.

Essa cena nos mostra que só precisa da armadura para viajar no tempo.

Retornar as Jóias do Infinito colapsou todas as linhas do tempo em uma só

Podemos levar a explicação da Anciã ao pé da letra e realmente interpretar que somente a retirada de uma jóia do infinito da linha do tempo que cria realidades alternativas. Assim, ao retornar as Jóias aos seus devidos momentos na história, o Capitão faz todas as outras versões do universo desaparecerem. Então, quando ele retorna para 1945, não é necessário mais viajar no tempo, pois retornamos à linha do tempo que vimos nos filmes e sempre teve 2 Steves no MCU.

Essa opção tem seus problemas também. Para início de conversa, Loki escapar e a Gamora de outra realidade estar por aí são desenvolvimentos completamente apagados. Outro problema criado aqui é que se a Peggy sempre foi casada com o Steve (pós Ultimato), isso quer dizer que em Guerra Civil, Steve (pré Ultimato) beija a sua sobrinha. Pessoalmente, acho isso um pouco Game of Thrones demais para o MCU, mas não deixa de ser uma explicação plausível.

É… Então né…

No fim das contas, todas essas opções apresentadas trabalham com presunções. O filme simplesmente não nos dá informação o suficiente para ter certeza do que aconteceu. O jeito é esperar por cenas deletadas, comentários dos diretores ou, mais definitivamente, explicações em filmes posteriores.

Se quiser ouvir mais teorias e o que achamos do filme, dá uma conferida no nosso 10deCast de Vingadores: Ultimato e o Review!