Review | A Incrível História de Adaline

O romance de sessão da tarde destrói expectativas porém é um bom tira-tédio.

Sabine d'Alincourt

Como grande fã do breve seriado Forever,  que foi cancelado em sua primeira temporada (recomendadíssimo, inclusive) , o filme A Incrível História de Adaline me chamou a atenção pelo enredo parecido. Alerta Spoiler!

ada

Adaline Bowman sofre com uma condição rara e sem explicações: ela não envelhece. O filme, que poderia ser focado em inúmeras situações devido à isso, se limita à vida romântica da personagem. [Aqui que fica a minha decepção com o filme, ao comparar com o seriado, que explora esse “poder” de uma forma magnífica]. A personagem principal vivida por Blake Lively é culta, fala diversas línguas e consegue responder qualquer pergunta sobre a história nos seus 107 anos, e logo percebemos que é uma mulher apaixonante.  Para não dar explicações sobre sua condição ou sofrer com testes e exposição, Adaline se muda à cada década e troca o seu nome e aparência. Ótima chance de assistir a Lively usar vários vestidos de época – e ficar fabulosa em cada um.

ada1

Filho de peixe, peixinho é.

Agora sendo chamada de Jenny, a personagem trabalha em São Francisco e já sabe lidar com sua situação. Não se aproxima de relações amorosas com medo do futuro,  já que não seria capaz de envelhecer junto com o seu parceiro. Sua nova mudança está próxima, e como poderíamos imaginar: seu príncipe encantado aparece. Ellis Jones (Michiel Huisman) é um jovem milionário, que fica impressionado com Jenny desde a primeira vez que a viu (zzzzZz) e não a deixa em paz até conseguir um encontro. Com a relação evoluindo, as coisas ficam bem estranhas quando Ellis apresenta a jovem idosa  para seu pai (Harrison Ford), que foi seu amante à 40 anos.

A história tem pontos interessantes, como a relação da personagem com sua filha, que é apresentada aos conhecidos como sua avó e marcos históricos que ela vivenciou. Mas ambos não são explorados o suficiente.

ada2

O filme focou tanto no romance, que transformou a história em um filme de sessão da tarde. Não que eu desgoste, mas decepcionou. O potencial da história era bem grande para ser focado na relação de Adaline com o jovem Ellis Jones e virar um conto de fadas forçado. Sem muitas informações, você pode passar uma tarde de tédio assistindo ao filme e se encantar com a fotografia.

Fotografia do filme

A Incrível História de Adaline

Um filme gostoso para assistir no tempo livre, mas sem expectativas.

  • Figurinos temporais - sempre bom!
  • Blake Lively sendo a charmosa que ela é e falando português
  • Romance fácil de assistir
  • Puppies!
  • Destrói expectativas
  • Mal desenvolvido e explorado
  • Personagens previsíveis
  • The puppies dies
Nota: 2/5

R.I.P :c