Review | Pantera Negra

VIDA LONGA AO REI!

Bernardo Dabul

Apesar de Blade ter sido o primeiro filme de super herói com um protagonista negro, Pantera Negra é o primeiro nessa nova era de representatividade e universos compartilhados. Assim, fico feliz em informar que o longa é espetacular, mesmo que tenha alguns tropeços ao longo do caminho.

A história de Pantera Negra começa uma semana depois dos acontecimentos de Capitão América: Guerra Civil. T’Challa (Chadwick Boseman) retornou a Wakanda, seu país de origem, e está pronto para assumir como o novo rei de seu povo. Porém, um velho inimigo do reino, com a ajuda de um forasteiro que visa o poder de Wakanda para si, começam a criar problemas, necessitando a atenção do Pantera Negra.

Porém, mais que todas as batalhas travadas ao longo do filme, o mais interessante é o conflito interno de T’Challa, que ainda está tentando descobrir o que significa ser um rei e qual a melhor forma de liderar Wakanda.

O filme também faz um excelente trabalho em estabelecer Wakanda como um país isolado, porém anos à frente do resto do mundo. Todas as cenas mostram um pouco da cultura da nação, desde vestimentas até tradições. É uma construção tão orgânica que saí do cinema querendo saber mais sobre os costumes de um lugar tão rico.

O vilão principal, interpretado por Michael B. Jordan, também merece destaque. Embora não queira dar muitos detalhes para evitar spoilers, o personagem é um dos melhores antagonistas da Marvel, com motivações claras, mesmo que extremas, e apresentando-se como uma real ameaça para T’Challa. O ator também é excelente no papel, dando bastante carisma e exalando poder em todas as suas cenas.

Falando em atuações excelentes, seria um crime não parabenizar o elenco como um todo por trazer Wakanda e seu povo à vida. Porém, três pessoas se destacam em especial: Letitia Wright, Danai Gurira e Lupita Nyong’o, interpretando Shuri (irmã do rei), Okoye (líder da guarda real) e Nakia (ex de T’Challa) respectivamente. Embora as origens de cada uma orbitem em torno do protagonista, elas se destacam do resto do elenco pelo carisma e excelente atuação. Me deixa animado pensar que pelo menos Gurira aparecerá novamente em Guerra Infinita.

A única crítica que impede Pantera Negra de ser perfeito é em relação ao seu andamento. Um pouco antes de chegar no clímax, o filme começa a se arrastar. A história parece bater de cara em um muro que estava ali só pra aumentar o tempo de duração. Dada à excelência do resto do filme, não chega a ser um problema tão grande, mas ainda incomoda.

Divulgação

Pantera Negra

Pantera Negra definitivamente está no topo do ranking de filmes da Marvel. Não só conseguiu criar uma trama interessante, como também desenvolve uma nação inteira de forma natural. Se os futuros filmes também forem tão bons assim, este rei terá uma vida bem longa.

  • Conflito interno de T'Challa
  • Letitia Wright, Danai Gurira, Lupita Nyong'o e Michael B Jordan
  • Desenvolvimento de Wakanda
  • Perda de ritmo perto do clímax
Nota: 4/5