Review | Rocketman

LAAAAAAAAAAAAA LA-LA-LA-LA-LAAAAAAAA

Bernardo Dabul

Elton John é um dos maiores músicos da nossa geração, então um filme biográfico dele era inevitável. Porém, mesmo com essa expectativa, Rocketman consegue se destacar dos outros filmes do gênero, sendo um musical com elementos completamente surrealistas que se conectam perfeitamente com a música do artista que o filme homenageia.

‘Rocketman’ se passa todo como um grande flashback. Elton John (Taron Egerton) começa chegando em uma clínica de reabilitação, querendo se livrar de seu vício em bebidas, drogas, sexo e afins. Em uma sessão, ele começa a contar toda a sua história, desde que era criança e mostrou ter um ótimo ouvido para música até o momento em que chegou na clínica. Ao longo dessa jornada, vamos acompanhando todos os maiores acontecimentos da vida de Elton, inclusive seus shows mais icônicos.

Como a história se trata de um músico, naturalmente há momentos em que Elton toca suas músicas. O que torna essas cenas especialmente interessantes é que todas elas tem um aspecto surreal, quase que como um sonho. A plateia começa a voar junto com a banda, a câmera gira em torno do piano rapidamente, etc. Todos esses artifícios se comunicam também com a fase da vida que Elton se encontra naquele momento. É realmente impressionante o resultado final dessas cenas.

Isso não quer dizer que não existam cenas mais performáticas. O filme ainda é um musical, então há várias cenas onde os personagens cantam sem estar em um show com vários figurantes pulando e dançando. Esses números também impressionam bastante devida à sua coreografia e o espetáculo de cada uma delas. Saturday Night’s Alright em especial se destaca das demais! Quanto à trilha sonora, fico feliz em informar que a seleção de músicas é BEM abrangente. Todos os clássicos estão presentes como Tiny Dancer, Rocket Man, Your Song, etc, incluindo também outras menos conhecidas.

Um aspecto que o filme faz muito bem é como ele não deixa de abordar os grandes problemas ao longo da vida de Elton John, dando a devida atenção e peso para eles, mas sem perder o aspecto de diversão e descoberta que permeia ‘Rocketman’.

Seria um crime falar sobre esse filme sem mencionar a performance espetácular de Taron Egerton. O ator incorpora perfeitamente o espírito de Elton John, junto com seu figurino exótico e maneirismos. Ele também canta todas as músicas no filme, que não é algo tão fácil quanto parece.

Divulgação

Rocketman

‘Rocketman’ é um exemplo excelente de musical misturado com filme biográfico, tocando em todos os grandes momentos de sua figura principal, dando um espetáculo ao longo do caminho. Simplesmente incrível.

  • Taron Egerton como Elton John (até cantando!)
  • Aborda momentos críticos com o devido peso
  • Mantém o tom divertido
  • Todo número musical é uma viagem surrealista
Nota: 5/5