RecomenDabul | Tacoma

Afinal, o que aconceteu na estação espacial de Tacoma?

Bernardo Dabul

Sejam bem vindos à mais um RecomenDabul. Essa semana, aproveitando que a promoção da Microsoft de um mês de Xbox Ultimate Game Pass por R$1 ainda tá valendo, vou recomendar mais um jogo disponível no serviço: Tacoma

Desenvolvido pela Fullbright, o jogo segue Amitjyoti “Amy” Ferrier enquanto ela investiga a estação espacial Tacoma, que sofreu algum tipo de acidente misterioso. Ao longo de sua busca, Amy passa por vários setores da estação, cada um com sua caixa de memória, onde ela pode usar um sistema de realidade aumentada para reproduzir os arquivos que não estão corrompidos.

Para quem jogou Gone Home, também da Fullbright, a experiência vai ser bem semelhante, embora o tom e ambientação sejam completamente diferentes. A maior diferença são as gravações em si, que são projetadas pelo ambiente inteiro, podendo avançar e rebobinar elas livremente. Viu que tem várias conversas rolando ao mesmo tempo? Sem problemas! Acompanha uma de perto, depois volta para o início da gravação e se mova para onde a outra conversa tá acontecendo. O mesmo pode ser feito para acompanhar objetos importantes para a narrativa ou ficar de olho no gato da estação, por exemplo. Por mais que as gravações tenham sempre o mesmo conteúdo, você é livre para observá-lo de diversas perspectivas em busca de mais pistas.

E as pistas são importantes para ter uma noção completa da história de Tacoma. Claro, chegando no fim você entende o básico da narrativa, mas existem tantos detalhes que podem ser aprendidos se você prestar atenção. Relações mais profundas entre certos personagens, o contexto dessa sociedade do futuro e muito mais.

Mesmo que jogos desse gênero não sejam muito sua praia, ainda recomendo fortemente. Na pior, você não pagou nada além da assinatura de R$1!

Tacoma tá disponível no PC, Xbox One e PlayStation 4